Estrutura Temática

Agrupa os conceitos, definições e dossiê de evidências das MTCI. Bem como a estrutura temática e terminologia para organizar as bases de dados

Estrutura temática para a BVS MTCI, foi desenvolvido pelos membros da Rede MTCI para as Américas, levando em consideração os pontos de vista epistemológicos sobre a saúde, os Modelos de Saúde, os glossários de termos de entidades internacionais referentes ao assunto, bem como os do Ministérios da Saúde de diferentes países da região. Ainda assim, foi consultado documentos, pesquisas, livros e várias ferramentas, tanto específicas da área MTCI, como de outras áreas do conhecimento, como sociologia, antropologia médica, saúde pública e também das teorias de sistemas de organização da informação.

Este processo de ampla reflexão e debate permitiu construir uma proposta para organizar os documentos nas bases de dados, de forma inclusiva que responda a temática Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas e práticas relacionadas.

Esquema Estrutura temática para Base de dados BVS MTCI (em espanhol).

Introdução
Nesta seção você encontrará informação sobre a Estrutura Temática aplicada na organização dos conteúdos da BVS MTCI para as Américas, formada por macro-categorias que se dividem em temas e subtemas.

Revisaremos os conceitos básicos considerados para sua elaboração e explicaremos como foram organizados os documentos e de que forma foram criadas as estratégias de busca.

O que é uma Estrutura Temática?
É uma ferramenta associada aos sistemas de organização da informação/documentos, usada a fim de organizar e classificar os conteúdos  e a informação nas iniciativas da BVS, como a BVS MTCI para as Américas.

Um dos objetivos da Estrutura Temática é orientar o ingresso organizado dos documentos feito pelos bibliotecologistas nas bases de dados.  Também permite facilitar a identificação de documentos mediante as estratégias de busca utilizadas pelos pesquisadores ao acederem à coleção da BVS MTCI.

Além disso, a Estrutura Temática facilita a revisão  da terminologia existente na área, e permite desenvolver propostas sobre a questão para o DeCS – Descritores em Ciências da Saúde. Para isso a estrutura temática deve possuir eixos ordenadores que sejam o más inclusivos possíveis, para que os temas e subtemas possam ser organizados.

O conceito de MTCI que estamos usando é amplo e inclusivo, e dele entram todas as medicinas/sistemas tradicionais de atenção à saúde e outros sistemas médicos reconhecidos, bem como práticas em saúde e terapias que geralmente fazem parte das MTCI. Para a compreensão  dos temas foram consideradas as definições da OMS, de organismos internacionais e dos ministérios de saúde dos países da Região das Américas.

A Estrutura Temática não pretende propor definições  nem conceitos em MTCI.

Entendemos que as reflexões epistemológicas e conceituais sobre as MTCI são importantes e por isso você poderá encontrar mais informação sobre esta questão na seção Modelos Conceituais.

O que são vocabulários estruturados?

  • Os Vocabulários estruturados são coleções de termos organizados segundo uma metodologia na qual é possível especificar as relações entre conceitos a fim de facilitar o acesso à informação.
  • Os vocabulários são usados como uma espécie de filtro entre a linguagem utilizada pelo autor e a terminologia da área e também podem ser considerados assistentes de pesquisa, ajudando o usuário a refinar, expandir ou enriquecer suas pesquisas, proporcionando resultados mais objetivos.

(Ver mais em DeCS).

Metodologias usadas
  • Revisão da literatura acerca da classificação de MTCI
  • Revisão das definições da OMS, Organismos internacionais e Ministérios de saúde dos países da Região.
  • Revisão de literatura acerca de sistemas de organização da informação.
  • Reuniões virtuais e trabalho coletivo entre os Membros da Rede.
Processo de elaboração

A Estrutura Temática para a BVS MTCI foi desenvolvida por membros da Rede MTCI para as Américas, levando em conta os olhares epistemológicos em saúde, os Modelos de saúde, os glossários de termos de Entidades internacionais referentes à temática, bem como dos Ministérios de saúde e instituições relevantes de diferentes países da região. Também foi realizada a consulta a documentos, pesquisas, livros e diversas ferramentas, tanto específicas da área de MTCI, como de outras áreas do saber como a sociologia, a antropologia médica, a saúde pública e também das teorias de sistemas de organização da informação.

Este processo de ampla reflexão e debate permitiu a construção de uma proposta para organizar os documentos nas bases de dados, de uma maneira includente e que responde às temáticas das Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas, e às práticas relacionadas.

No processo foram identificados temas que eram comuns ou estavam presentes em vários dos diferentes sistemas médicos e terapias, tendo sido definidos como temas transversais para poderem ser interceptados de maneira interativa e ampla com os diversos temas e subtemas.

Foram definidas macro-categorias e categorias que usam como eixo ordenador os aspectos mais similares para a organização das MTCI, levando em conta propostas de diversos autores e instituições especializadas na questão. O consenso dos Membros da Rede durante a criação da Estrutura Temática foi usar descrições dos conteúdos das Macro-categorias a fim de respeitar as variações nas definições das MTCI por parte de cada Modelo de saúde e normativa de cada país.

Os temas transversais levados em conta na Estrutura Temática são os seguintes: Fortalecimento da saúde, Promoção da Saúde, Prevenção da Doença, Educação em Saúde, Pesquisa em Saúde, Paradigmas de Saúde, Espiritualidade em Saúde, Políticas públicas e Normatividade, Saúde pública, Interculturalidade em saúde,bem como as categorias de Elementos de cada sistema médico.

A Estrutura Temática para BVS MTCI
A Estrutura Temática está formada por 4 macro-categorias que se dividem em temas e subtemas, e por dois conjuntos que agrupam os Elementos de Sistemas Médicos e Temas Transversais.

Veja a estrutura abaixo ou o documento PDF.

Sistemas Tradicionais de Saúde

Nesta macro-categoria foram incluídos os documentos de sistemas médicos, ou sistemas de saúde ou modelos de saúde próprios de uma população, comunidade ou país, que obedecem a uma cosmovisão ou paradigma próprio e possuem uma doutrina médica, métodos de diagnóstico e de tratamento próprios, associados à soma total de conhecimentos, técnicas e procedimentos baseados nas teorias, crenças e experiências de diferentes culturas.

Temas
Medicinas Tradicionais Africanas
Medicinas Tradicionais Europeias
Medicinas Tradicionais da Oceania
Medicinas Tradicionais da Ásia

  • Medicinas Tradicionais do Leste asiático
  • Medicina Ayurveda
  • Medicina Unani
  • Medicina Siddha
  • Medicina Japonesa
  • Medicina Tibetana

Medicinas Tradicionais das Américas

  • Medicina Tradicional Norte-americana
  • Medicina Tradicional Andina
  • Medicina Tradicional Meso-americana
  • Medicina Tradicional Amazônica
  • Medicina Tradicional Afro-Americana
  • Medicina Tradicional Comunidades Rom

Sistemas Médicos Complexos Não Tradicionais

Nesta macro-categoria são incluídos os documentos de sistemas médicos complexos não tradicionais, considerados parte do grupo da Medicina Complementar e Integrativa, que contam com um corpo de conhecimento que possui as seguintes características/elementos: cosmovisão-doutrina médica, morfologia, métodos diagnósticos e métodos terapêuticos próprios, não vinculados a tradições de povos ou países.

Temas

Homeopatia
Naturopatia
Medicina Neural-terapêutica
Medicina Antroposófica
Osteopatia

Métodos Terapêuticos (Terapias)

Serão incluídos nesta macro-categoria os documentos produto de pesquisas ou relacionados com as práticas em saúde, terapias e métodos terapêuticos complementares/alternativos usados no cuidado da saúde e na prevenção da doença, que não cumprem com as características/elementos de um sistema médico complexo/tradicional. Alguns desses métodos terapêuticos podem fazer parte de um sistema tradicional ou complexo.

Temas

Terapias Biológicas

  • Trofoterapia – Plantas medicinais (Fitoterapia) – Hidroterapia – Geoterapia – Termalismo – Ozonoterapia – Oxigenoterapia hiperbárica – Ortomolecular – Apiterapia – Hirudoterapia – Orinoterapia – Hemoterapia – Peloideterapia – Aromoterapia – Homotoxicologia

Terapias Manuais

  • Osteopatia – Quiropraxia – Shiatsu – Massoterapia – Drenagem linfática – Kinesiologia – Reflexoterapia – Método Feldenkrais – EICIWO

Terapias Energéticas

  • Ventosas – Reiki – Toque terapêutico – Terapia Floral – Magnetoterapia – Bioenergética – Musicoterapia – Cromoterapia – Cristaloterapia- Terapias de filtros

Terapias Mente Corpo

  • Terapias psicocinéticas – Meditação – Hipnose – Biodescodificação – Programação neurolinguística – Respiração holotrópica – Biofeedback – Risoterapia – Ioga – Relaxamento – Constelações familiares – Terapia artística
Medicina Integrativa

Se incluirá nesta macrocategoria os documentos relacionados com Medicina integrativa e práticas integrativas em saúde.

Temas

Em desenvolvimento

Elementos de Sistemas Médicos
Os sistemas médicos complexos MTCI se sustentam em outras racionalidades e paradigmas, diferentes do paradigma hegemônico dominante. As MTCI adotam um paradigma vital no qual é importante o fortalecimento da saúde em todas suas esferas, não só o tratamento da doença. Portanto, seu corpo doutrinário possui elementos próprios: Doutrina médica, dinâmica vital e morfologia própria, dimensão diagnóstica e métodos terapêuticos particulares.
Temas

Cosmovisão
Doutrina médica
Morfologia
Método diagnóstico
Método terapêutico

Temas Transversais
São aspectos paralelos às macro-categorias, comuns a vários dos Sistemas médicos e Terapias do grupo MTCI. Esses temas transversais ampliam a compreensão dos diversos aspectos que as MTCI aportam para o processo de promoção da Saúde e prevenção da doença, a atenção da doença e a ingerência em todos os âmbitos da saúde. Ao serem considerados aspectos tão relevantes, são localizados como transversais às macro-categorias, para permitir que sejam interceptados nas diversas estratégias de busca.
Temas

Paradigmas em saúde
Espiritualidade em saúde
Educação em saúde
Promoção e fortalecimento da saúde
Prevenção da doença
Políticas públicas e normatividade
Práticas populares em saúde

Referências
  1. Luz M. Natural, racional, social: razón médica y racionalidad científica moderna. Primeira edição. Buenos Aires: Lugar Editorial. 1997.
  2. Luz M. Novas práticas em saúde coletiva. En: Críticas e atuantes: ciências sociais e humanas em saúde na América Latina. Primera edición. Rio de Janeiro. Editorial Fiocruz. 2005.
  3. Luz MT. Cultura contemporânea e medicinas alternativas: novos paradigmas em saúde no fim do século XX. PHYSIS Rev Saúde Coletiva [Internet]. 2005;15(Suplemento):145–76. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/physis/v15s0/v15s0a08.pdf.
  4. OMS. Estrategia de la OMS sobre Medicina Tradicional 2014- 2023 [Internet]. OMS; 2013. 72 p. Disponible en: http://apps.who.int/medicinedocs/documents/s21201es/s21201es.pdf.
  5. OMS. Estrategia de la OMS sobre medicina tradicional 2002-2005 [Internet]. 1st ed. Organización Mundial de la Salud Ginebra, editor. OMS; 2002. 74 p. Disponible en: http://apps.who.int/medicinedocs/es/d/Js2299s/.
  6. WHO International Standard Terminologies on Traditional Medicine in the Western Pacific Region. Avaivalable from: http://www.wpro.who.int/publications/PUB_9789290612483/en/.
  7. Kaptchuk & Eisenberg. Unconventional healing practices: taxonomy with examples. 2001.
  8. Search Strategy Used to Create the Complementary Medicine Subset on PubMed. Disponible en: https://www.nlm.nih.gov/bsd/pubmed_subsets/comp_med_strategy.html.
  9. Analytical, Diagnostic and Therapeutic Techniques and Equipment Category: Therapeutics: Complementary Therapies. Disbonible en: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/mesh/68000529.